Veja os principais eventos da semana on-line.

 

CSI4 * Horses and Dreams  Brasil em Hagen pode ser visto on-line através deste link.

CSI5 * Longines Global Champions Tour em Antuérpia pode ser visto on-line através deste link. A programação da transmissão pode ser encontrada aqui .

CSI3* Spring Tour  Magna Racino Áustria pode ser visto on-line através deste link.

Campeonato Holandês em Mierlo pode ser visto on-line através deste link.

CSI1 * Holstein Internacional Show em Bad Segeberg pode ser visto on-line através deste link.

CategoriasUncategorized

Fatos e números da Longines FEI World Cup™ Jumping Final

Deusser detém a coragem para conquistar o título Longines

A Copa do Mundo Longines FEI ™ Jumping 2013/2014 chegou ao fim, com vitória para o alemão Daniel Deusser e Cornet d’Amour.

Esta foi a 10 ª vitória alemã na história do evento.

Alemanha agora detém o maior número de vitórias nesta competição, com os EUA em segundo, com nove vitórias.

Ludger Beerbaum, o primeiro cavaleiro alemão a conquistar o título em 1993, terminou em segundo com Chiara.

O número 1 do mundo, Scott Brash, terminou em terceiro com Ursula e é o primeiro cavaleiro britânico a ocupar o pódio desde Michael Whitaker (Portofino) em Las Vegas 2005.

Esta foi  36a final da série que começou em 1978.

O vencedor na final inaugural foi o austríaco Hugo Simon com Gladstone.

27  cavalos e cavaleiros começaram a última das três etapas que decidiram o campeão de 2013/2014.

20 voltaram para a segunda rodada.

7 com pista limpa ao longo da primeira rodada.

5 zeros na 2 ª rodada.

4 combinações cavalo-e-cavaleiro saltaram o duplo sem faltas, e eles ocuparam os quatro primeiros lugares.

Os EUA tiveram a maior representação com sete cavaleiros, a Alemanha entrou em campo com cinco enquanto a Suíça, Grã-Bretanha e França enviaram dois cavaleiros cada.

13 países participaram desta final, incluindo cavaleiros da Austrália, Azerbaijão, Brasil, França, Egito, Grã-Bretanha, Letônia, Marrocos, Portugal, Suécia e Suíça. 

CategoriasUncategorized

Novo campeão mundial: Daniel Deusser vence a final da Copa do Mundo FEI Longines em Lyon

 

daniel-Deusserhaus-cones-damo

Os vencedores: Daniel Deusser e Cornet D’Amour (Cornet Obolensky x Damiani), em foto por Jenny Abrahamsson, ganhou a Longines FEI World Cup Final.

Sem nenhuma falta durante toda a competição, em Lyon, o conjunto chegou a uma surpreendente vitória. Daniel é alemão, mas Cornet D’Amour tem proprietários belgas e americanos que são: Stephex Stables e Double H Farm. Assim hoje, foi em muitos aspectos uma vitória de mais de um país. Ludger Beerbaum terminiou como vice-campeão, enquanto Scott Brash ocupou o último lugar no pódio.

CategoriasUncategorized

Duelo de Titãs: Rothenberger x Roche

 

 

Sábado a noite as coisas esquentaram entre Frank Rothenberger e John Roche diretor da FEI sobre as mudanças de tempo depois de iniciado o percurso.

 

Frank Rothenberger diz por que ele não mudou o tempo permitido: "Eu não quero entrar em detalhes sobre essa questão, mas estou realmente irritado com a situação onde quase não é mais permitido mudarmos o tempo concedido. Eu tinha planejado de 10 a 11 zeros mas vinte e um foi demais. Os juízes devem seguir as recomendações do chefe de pista, quando se mede o percurso, normalmente vamos até o júri, vemos os três primeiros cavalos então nós procuramos chegar a um acordo para encontrar um tempo concedido adequado para a prova. Neste caso normalmente teríamos definido o tempo para 72 ou 73 segundos e não 76, mas os juízes disseram: ‘Não vamos mudar nada. "Então eu perguntei se eu poderia deixar ö júri, uma vez que seria perda de tempo ficar lá. Então eu saí e após ver três passagens para mim ficou muito claro que o tempo estava muito longo. A medição foi correta, mas o tempo não era mais o fator para esta prova. E eu estava certo quando saímos do júri que iriamos ter muitas rodadas limpas. "

Reação de John Roche, diretor de Salto da Federação Equestre Internacional: " A regra não mudou. O tempo é definido pelo o chefe de pista. Deve basear-se na duração do percurso medido, tomando em conta o traçado ideal. Isso é tudo. Sempre foi assim. Ao longo dos anos, alguma liberdade foi permitida aos chefes de pista. As provas de tempo foram muitas vezes alteradas sem a necessidade de faze-lo. Há uma velocidade máxima. Se a velocidade informada não for rápida o suficiente, deve passar de 350m/minuto para 375m/minuto, e deve ser respeitada, simples como isto. Esta regra é imposta pela FEI. No Campeonato Europeu em Herning, onde o tempo foi alterada de forma significativa após passagem de um primeiro cavaleiro muito rápido (Frank Rothenberger já havia reduzido o tempo concedido para a primeira rodada da final individual) , os outros cavaleiros foram quase todos incapazes de completar a sua volta sem falta. Na verdade, ela foi de 400m/minuto mais mais rápido do que a velocidade máxima. Desta vez, nós simplesmente seguimos as regras. Não há nenhuma mudança”.

Steve Guerdat em seguida, tomou a palavra: "a final da Copa do Mundo é o lugar certo John, para aplicar as regras pela primeira vez?

John Roche: "As regras não estão sendo  aplicadas pela primeira vez"

Steve Guerdat: "Eu acho que o designer foi claro, é o seu trabalho e você sabe, e ele sabe melhor do que qualquer juiz ou oficial FEI, porque ele é o designer do percurso, é o seu trabalho e eu acho até que ele deve ser livre para mudar o tempo”.

John Roche: "É uma questão de princípio."

Steve Guerdat: "É a minha opinião."

John Roche: "Isso é bom, todo mundo tem direito a ter sua própria opinião, a situação é que os cavaleiros devem fazer o percurso na velocidade e no traçado estabelecido, é isso. Há um fato real. Haverá uma conferência amanhã para discutir o futuro do desenhador de percurso e este item está na agenda de qualquer maneira, para a discussão. "

"O que é mais importante, o tempo permitido ou o fato de que houveram 21 rodadas zero em vez de 10? Ele foi perguntado e respondeu: "Eu não acho que toda a culpa deve ser atribuída ao tempo permitido eu sinto muito.".

O vencedor Kent Farrington também comentou sobre o percurso: "Eu acho que, obviamente, foi exatamente o que Frank queria. Quando reconhecemos o percurso, havia uma linha difícil  de quatro lances e meio, em seguida, a linha foi alterada antes de começarmos a prova. Eu acho que talvez isto tenha provocado mais zeros do que o esperado".

CategoriasUncategorized

Longines FEI World Cup Jumping Final–Classificação geral

class final II

class final II 2

CategoriasUncategorized

Daniel Deusser: blogueiro convidado no primeiro dia da Longines FEI World Cup Final ( com WoSJ)

daniel Cornet blogue

Eu tive uma sensação muito boa, já a partir do primeiro obstáculo no warm-up com Cornet. O plano que eu tinha em mente:eu queria fazer uma volta rápida, não muito rápida, e acabei em sexto, que é uma posição agradável, eu tive uma sensação muito boa com ele. Ainda assim, ele deve estar descansado o suficiente para sábado, após esta primeira rodada. Eu acho que foi um bom dia!

No final, é difícil dizer o quanto este primeiro dia conta. Após o primeiro e o segundo dia quem está no “top ten” dever ter uma boa chance, mas então você tem todos esses fatores como a diferença de pontos o que torna difícil dizer. Como Steve(Guedart) me disse ontem, ele estava muito longe após o primeiro dia do ano passado – era o 17 – e então ele ganhou o segundo dia, e no final ele foi vice-campeão, então tudo é possível nesta final. E segunda-feira é um dia importante! Eu também experimentei algo semelhante quando montei Air Jordan na final em Las Vegas, eu era algo como número 12 ou 13 antes dos dois últimos rounds, e então eu tive dois percursos limpos o que me trouxe até o segundo lugar geral.

O percurso neste primeiro turno foi bom, não estava muito alto e o tempo suficiente. Você realmente não tem um monte de opções como em uma prova normal, tabela C, foi um pouco mais como uma tabela A. No final, um monte de gente tentou, mas cometeram uma falta o que é exatamente o que se quer em uma prova de velocidade como esta. Eu acho que foi uma prova muito boa para o primeiro dia.

Depois de Mechelen Cornet esteve um mês e meio fora eu fui para a Flórida e pulei com ele três shows por lá, incluindo outra Copa do Mundo, em Wellington. A cada show que eu pulei com ele fiz uma prova pequena, e depois nos dois primeiros shows saltei uma ou duas provas grandes. O último show em Wellington ele só saltou uma prova pequena e uma grande. Quando Cornet voltou para a Europa teve dois fins de semana de descanso, e então eu pulei ele mais uma vez “outdoor” e mais uma vez “indoor  e em seguida viemos aqui.

Saindo do “outdoor”para o “indoor” não é nenhum problema com a arena que temos aqui em Lyon. Ela é tão grande que ele se sente um pouco como se estivesse fora. Cornet é um pouco mais tranquilo no interior, quando sente a atmosfera e ouve a música ele se agita um pouco, mas como eu o conheço, tudo bem.

Quem parece forte o suficiente para vencer? Eu não sei por onde começar e onde terminar! Se você olhar depois da primeira rodada, Ludger parece que está em sua melhor forma. Patrice Delaveau também foi realmente bom no primeiro turno. Pio mudará seu cavalo para Toulago no sábado, e este cavalo também teve bons resultados nos últimos dois meses. Pessoalmente, acho que Cornado NRW saltou inacreditavelmente com Marcus Ehning se ele continuar pulando assim por três dias acho que ele vai ser forte. E depois há o Steve e Nino é claro, você sabe que o cavalo vai saltar cada vez melhor. Portanto temos alguns, e vai ser emocionante!

CategoriasUncategorized

Longines FEI World Cup ™ Jumping final de 2014: Ludger prudente

 

Aqui a reação de Ludger Beerbaum, terceiro lugar na prova inaugural da final da Copa do Mundo em Lyon, com Shaman : "Chaman foi perfeito hoje à noite. Como eu disse, este é mais cavalo de uma batalha do que de uma guerra. É por isso que eu vou contar com Chira 222 amanhã e segunda-feira se me qualificar. O percurso parecia perfeito, mais típico de velocidade que caça. Foi bastante complicado para montar. Nós temos a chance de disputar esta final em um lugar fantástico, muito grande, o que permite mais oportunidades ao ringmaster. As pistas de distenção são ótimas também. Fiquei na última chamada para a final. Agora eu posso imaginar o melhor e o pior. Qualquer coisa é possível. "

Entrevista por Sebastian Roullier

CategoriasUncategorized
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.533 outros seguidores